Junte tempo e tranquilidade em um clique.

Com tantas coisas para fazer e compromissos para cumprir, temos que buscar alternativas para deixar nossa vida mais prática, sem abrir mão da segurança.

 

Você pode não gostar, achar difícil mexer, ter até um certo preconceito. Mas a verdade é que a internet e os apps são uma grande ajuda na vida da mãe moderna.

A falta de tempo pode nos deixar com grande ansiedade quando o assunto é proteger quem você ama. E aí entram esses aplicativos que podem facilitar sua vida, trazendo desde conforto, passando por dicas, ajudando a controlar a agenda, chegando na segurança da sua família toda.

Se você ainda não conhece T-Rex chegou o momento de descobrir todas as funcionalidades desse verdadeiro aliado da sua tranquilidade.

Além de saber onde está cada pessoa, vários alertas estão disponíveis de forma super prática.

O alerta de localização mostra o momento que o seu seguido sai ou chega em determinado local que você programar. O alerta choque é perfeito para idosos, pois mostra se a pessoa bateu, caiu ou se chocou com algo. E o alerta de bateria ideal para jovens, pois avisa quando a bateria do celular deles está acabando.

Conheça mais e traga praticidade para sua vida.

 

Baixe agora na Apple ou na Play Store.

Melhor idade: eles envelhecem bem e você ajuda no processo.

Há algum tempo, a perspectiva da geração de idosos vem mudando para muito melhor. A terceira idade já vem sendo chamada de “melhor idade”, justamente porque deixou de ser vista como um período de reclusão, solidão e, principalmente, paralisação.

Muitos idosos estão definindo uma segunda carreira, novos hobbies e interesses, além de se preocuparem com a saúde e mudarem hábitos para viver mais e melhor. O avançar da idade pode sim representar um mundo de oportunidades.

Você pode ajudar nesse processo, tudo com a maior segurança. T-Rex também é um app perfeito para acompanhar essa geração. De longe, você pode criar alertas de queda, de bateria, de velocidade e, claro, também acompanhar a rotina deles, com muita tranquilidade.

Enquanto T-Rex está perto das pessoas que você ama, vamos entender como estimular uma rotina cada vez mais saudável e descontraída?

Atividade física: para amenizar os primeiros sintomas da velhice, como ossos frágeis e organismo lento, nada melhor do que movimentar o corpo e o sistema cardiovascular. Hidroginástica, caminhadas e pilates são muito recomendados por serem atividades de baixo impacto. Além dos efeitos de longo prazo, as atividades físicas liberam serotonina, o hormônio responsável pelo bem-estar e que pode evitar doenças como a depressão.

Independência: pessoas na terceira idade estão cada vez mais independentes das famílias. Claro que estar longe deles gera preocupação, mas T-Rex pode ajudar muito nesse momento. Com a tranquilidade garantida, você pode e deve estimular viagens com amigos, idas ao cinema, uma descoberta de um novo estudo e, por que não, o recomeço de uma profissão diferente.

Exames preventivos: o idoso de hoje já entendeu que adotar a prevenção ajuda a garantir a boa saúde durante o envelhecimento. Ou seja, ir ao médico não só quando se sente mal. Isso é muito importante e deve ser estimulado porque algumas doenças são silenciosas e assintomáticas. Esse acompanhamento é fundamental para facilitar o tratamento e aumentar muito as chances de cura.

Lembre-se: a saúde mental e a tranquilidade são essenciais para uma vida longa e feliz.

A nova cara da segurança.

T-Rex já está disponível. Baixe agora.

Já está disponível para Google Play e Apple Store o app T-Rex. Um jeito prático e simples de monitorar a segurança de quem você ama.

T-Rex conta com uma série de funcionalidades para você acompanhar os passos dos seus filhos e até idosos.

Você tem acesso a um mapa particular e definir locais, limites de velocidade e muitas outras facilidades dentro do círculo que você escolher. Você pode observar seus filhos, incluir o pessoal do colégio, os pais de amigos, a babá e quem você achar importante para se sentir mais segura.

T-Rex foi feito para isso: garantir a segurança dos filhos  e a tranquilidade dos pais.

Quer conhecer mais detalhes? Clique aqui e assista o vídeo que preparamos para você.

Siga também nossas redes sociais para saber em detalhes sobre cada funcionalidade.

Facebook

Instagram 

Privacidade e segurança podem caminhar juntas?

Monitorar o caminho para a escola, as amizades no Facebook e as fotos no Instagram. Sem falar nos aplicativos específicos para saber cada passo da criança/adolescente. Isso é bom ou ruim para a relação de vocês?

 

O que pensam os especialistas ?

 

Enquanto alguns defendem ser uma solução errada, outros enxergam como uma solução moderna e altamente conectada com a realidade em que vivemos.

 

Rainer Becker, presidente da Deutsche Kinderhilfe – organização alemã de apoio à criança, alerta: “Uma criança que é constantemente monitorada vai pensar que os pais não confiam nela para nada. Como desenvolver, assim, autoestima e autoconfiança?”.

Já Ralf Kiene, de Saarbrücken, na Alemanha, vê a situação de forma diferente. Segundo ele, cerca de 50 mil “babás virtuais” já estão em ação na Alemanha, seguindo pessoas com deficiência mental, membros da família e, claro, crianças. “No caso dos jovens, a maioria dos pais usa o serviço para protegê-los, e não para espionar”, acrescenta.

 

Sem radicalismos: o melhor jeito de chegar a um acordo

 

Entre segurança e invasão de privacidade a linha é mesmo tênue. É preciso criar, aos poucos, uma estrutura de acompanhamento com a qual todos os envolvidos se acostumem. E como fazer isso?

Alguns aplicativos para monitorar os passos dos filhos já estão à disposição e ainda são controversos. A questão é escolher uma forma que não seja invasiva, que tenha uma linguagem próxima à dele. Conversando, expondo os riscos e as preocupações e, claro, mostrando que a intenção não é controlar e sim proteger. Dar dicas e munir seu filho de informações de especialistas também é importante para que ele entenda onde está inserido.

 

Dialogar, dialogar, dialogar sempre. Afinal, a primeira relação de confiança e segurança que precisa ser estabelecida é entre você e ele.

Seu filho cresceu e quer sair de casa sozinho. E agora?

 

Claro que a segurança de crianças e adolescentes é a prioridade de qualquer mãe. Mas como fazer para evitar expô-los à violência, sem interferir no dia a dia normal?

A melhor maneira de lidar com a situação é prepará-los desde cedo para o momento de sair de casa sozinhos ou com amigos. E, para isso, uma boa conversa é fundamental.

 

Balada: garanta que ele está bem acompanhado

 

A chegada e saída de bares e baladas são alguns dos momentos de risco. Neste caso, o ideal é que você leve pessoalmente seu filho ou, se estiverem em grupo, que combinem quais pais (e em quais horários) serão responsáveis por levá-los e trazê-los. Se puder, deixe um celular disponível para seu filho, para que vocês possam se falar com facilidade.

Um grande vilão no entorno da escola: celular

 

A saída da escola também costuma ser um ambiente propício para alguns incidentes. Instrua seu filho sobre deixar celular, câmeras ou qualquer equipamento eletrônico à vista. Nunca é recomendável usá-los fora de um ambiente seguro para não atrair a ação de criminosos – que estão sempre atentos para nos pegar desprevenidos. E o celular, principalmente, nos deixa completamente distraídos. Também oriente para que ele busque sempre a ajuda de seguranças ou policiais, caso se sinta perdido ou assustado.

Caso seu filho vá a pé para a escola, tente combinar uma caminhada em grupo com os vizinhos que façam o mesmo trajeto. Assim eles podem ir e voltar juntos.  

 

Cuidado com detalhes sobre a vida pessoal

 

Muito importante também é que ele não comente com outras pessoas sobre sua vida, bens que possui, profissão dos pais, sua rotina. Claro que trocamos esse tipo de informação com amigos, mas é sempre bom ficar atento.

 

Atenção na sua bolsa: mães também são alvo

 

Você também pode tomar atitudes mais cuidadosas nesses momentos. Por exemplo, sempre entregue dinheiro a seu filho dentro de casa. Evite mexer em bolsas ou carteiras, seja na saída de casa, no trânsito ou nas proximidades da escola.

 

São medidas simples que podem tranquilamente se encaixar no seu dia a dia e prevenir os jovens da realidade em que vivemos. E que também vão deixar você mais segura.

Segurança no lugar que seu filho mais frequenta: a internet

Hoje a internet é o lugar preferido dos jovens e onde eles passam grande parte do tempo. Mas, apesar da facilidade tecnológica, a nova geração não sabe se proteger na rede.

E, sabemos, a internet pode ser um ambiente bastante perigoso, tanto pelo conteúdo que seu filho pode acessar precocemente, como por ser alvo preferido de alguns criminosos.

Uma boa conversa para alertar sobre os perigos e algumas atitudes simples podem minimizar muito os riscos.

 

Veja 5 dicas que preparamos para você:

 

1 – Explicar o perigo de repassar a senha a qualquer pessoa, mesmo para amigos.

 

2 – Mantenha o computador que seu filho usa em áreas comuns, como a sala de estar, e com o som aberto (sem fones de ouvido). Se ele usa no quarto, uma boa ideia é alterar as configurações do YouTube para vídeos próprios para menores. Veja como fazer no support do Youtube.

 

3 – Estabeleça horários para navegar e não deixe seus filhos conectados o dia todo.

 

4 – Oriente para que ele não poste detalhes da rotina nas redes sociais. Exemplo: onde está, os locais que frequenta e qualquer dado que possa facilitar a vida de alguém com más intenções.

 

5 – Muito cuidado com as fotos postadas. Em especial para as meninas. Lembre-se sempre que na internet entra quem quiser.

 

 

No entanto, vale ressaltar que controlar ou bloquear a vida online do adolescente pode deixá-lo ainda mais curioso para buscar novidades e entrar em sites não apropriados. Tente sempre dialogar, escutar suas questões e mostrar como ele pode evitar ser um alvo.