Que tipo de YouTubers seu filho anda vendo?

Todo adolescente está ligadíssimo no YouTube. Mas e você? Está ligada no que ele anda vendo todos os dias?

 

Crianças e adolescentes de hoje vivem o tempo todo conectados. Muitas vezes assistindo vídeos aos quais você não tem acesso ao conteúdo.

Trouxemos algumas reflexões sobre esse assunto tão importante no cotidiano. Afinal, seu filho pode estar consumindo uma influência altamente negativa diariamente.

Não vamos aqui fazer uma lista de nomes porque, além do mundo virtual ser muito rápido e se transformar constantemente, a ideia é apenas refletir sobre conceitos e entender se os YouTubers preferidos do seu filho não são uma péssima ideia.

 

Dicas principais para evitar:

– Os que gritam, falam palavrão demais e acham essa postura legal.

– Incentivam um comportamento e padrão de vida inacessíveis para a maioria.

– Indicam que as crianças e adolescentes assinem serviços, baixem Apps ou façam ligações pagas.

– Sejam preconceituosos e incentivem esse comportamento, mesmo que em forma de brincadeira.

– Tenham e exibam comportamento consumista, uma vida de exageros e ideias absurdas só para chamarem a atenção.

– Comportamentos estranhos e agressivos ao falarem com a família, amigos, mulheres etc. ou ao se referirem sobre os mesmos.

 

 

Dicas principais para liberar total:

– Os que oferecem conteúdo informativo ou provoquem reflexões interessantes.

– Convidam o jovem a pensar e se interessar em aprender.

– Reforçam comportamentos bacanas em sociedade.

– Tenham e exibam um estilo de vida de acordo, sem exageros e desperdícios.

– Valorizam as relações e têm respeito por elas.

– Ensinam os jovens a se defenderem e buscarem o próprio espaço, a independência de forma positiva e agregam valor à vida deles.

 

Claro que vigiar o tempo todo não é a ideia. Mas é sempre bom saber com quem eles estão se relacionando, ainda que como espectadores, assistir aos conteúdos e se informar muito. Só assim você vai poder ajudar seu filho a formar um senso crítico, sem ficar numa bolha, mas também sabendo escolher inteligentemente o conteúdo que consome desde já.

 

 

 

 

Fonte: Mãe de Adolescente

Comentários