Uma vida ainda melhor vem aí.

Envelhecer é viver. E você pode se preparar para chegar na melhor idade de um jeito muito mais saudável e feliz.

 

Atitude é tudo.

A maioria das pessoas têm medo de envelhecer, sem pensar que é o caminho natural da vida. A velhice precisa ser encarada como uma fase como qualquer outra: para ser boa, é uma questão de ponto de vista e atitude.

Que tal olhar pra ela como uma amiga que você precisa receber bem? A positividade comprovadamente muda tudo. E é ela que alimenta também as relações, a grande chave para uma vida gostosa e leve. Pesquisas mostram que as pessoas com amigos e uma vida social movimentada têm 50% a mais de chances de viver mais em relação àquelas pessoas que não saem de casa.

 

Alimente-se do que é bom.

O que você consome agora reflete no futuro. Isso não é novidade, mas a gente sempre esquece. Viver o presente é bom, mas com consciência e bom senso pra não pagar as contas no futuro. Pesquisas indicam que, para envelhecer com uma boa qualidade de saúde, é bom evitar alimentos ricos em açúcar e consumir frutas, vegetais frescos, grãos integrais e carnes magras.

As recomendações incluem o consumo de peixe pelo menos duas vezes por semana, a diminuição do sal e a preferência por alimentos naturais. Assim conseguimos diminuir o risco de desenvolver doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais etc. Para uma pele saudável e com aspecto mais jovem, devemos consumir alimentos ricos em ômega-3 e, claro, beber muita água.

Mas o grande fator aqui é o equilíbrio. Faz parte comer aquilo que você gosta muito, vez ou outra, pra viver feliz. O ideal é marcar uma consulta com o nutricionista, que vai indicar os alimentos legais para seu tipo de corpo e vida.

 

A vida é movimento.

Se mexer – em todos os sentidos –  é fundamental para quem quer ter uma vida longa e saudável. Isso inclui atividades físicas e mentais. É sempre bom se propor novos desafios.

As mulheres perdem, em média, 23% de massa muscular entre os 30 e os 70 anos de idade, sabia? Então, considere começar já uma atividade se ainda não é seu caso. Musculação é ideal para aumentar a força muscular, mas as opções são infinitas: funcional, pilates, ioga ou até aulas de dança.

O físico e o mental estão intimamente ligados. A relação se dá porque as atividades físicas estimulam o hipocampo, região cerebral associada à aprendizagem.

E, claro, quando parar, pare direito. Dormir bem é fundamental. Insônias frequentes também contribuem para o aumento de peso e a chance de desenvolver doenças cardíacas. Não se acostume a dormir mal. Preste atenção no seu sono e, se necessário, procure ajuda.

 

Lembra do conselho “Use filtro solar”? Leve a sério.

Filtro solar deve ser a única forma conhecida de evitar o envelhecimento precoce da pele. Quem se expõe demais aos raios solares sem o milagroso protetor, claramente tem mais chances de desenvolver rugas, manchas e, óbvio, câncer de pele.

O desafio acontece porque a exposição ao sol também é recomendada para que nosso corpo absorva Vitamina D. A dica é se expor ao sol poucos minutos sem protetor em horários de menor perigo: até às 9h da manhã e depois das 16h. No restante, protetor solar sem pensar duas vezes, todos os dias.

Aproveite a vida com tranquilidade. Quer ficar ainda mais segura? Baixe agora T-Rex e acompanhe os passos de quem você ama.

Clique aqui. 

Em um mundo cada vez mais agitado, que tal falarmos sobre desacelerar?

Vamos conhecer mais sobre o movimento Slow, que surgiu para diminuir as rotinas frenéticas e tentar nos convencer que o importante é ir devagar.

 

Correria, agendas cheias e longas horas de trabalho ou de estudo. Sofremos um bombardeio constante de informações e a exigência para sermos multitarefas. A cobrança por resultados e desenvolvimento cresce, mas já parou pra pensar que esse modelo de sucesso pode não atender você?

 

O movimento Slow nos convida a tirar o pé do acelerador e refletir. Talvez estejamos deixando passar as coisas mais simples e que nos fazem felizes.

 

Por prezar por um estilo de vida menos intenso e com mais qualidade, o movimento vem ganhando cada vez mais força. A ideia é realizar suas atividades de forma mais lenta e menos automática.

 

Comece com alguns momentos no dia a dia.

O ponto de partida para adotar um estilo de vida mais consciente é se perguntar: por que você continua sem tempo para si próprio e para o que te faz bem?

Respire e pense nisso nos seus compromissos ou quando estiver mais acelerada, de modo que sobre tempo para pensar mais em você e relaxar.

Lembre-se que uma série de doenças como a ansiedade e síndrome do pânico surgem de uma saúde emocional abalada, que está intimamente ligada à pressão por resultados não só profissionais, mas pessoais também.

É essencial reservar algum tempo do seu dia para não fazer nada. Até seu rendimento no trabalho pode ficar melhor quando você está tranquila e confiante.

Alimentação também pode ser slow.

Você é o tipo de pessoa que almoça correndo, engolindo a comida sem nem lembrar se mastigou? Bem-vinda à realidade de muitos. Um dos pilares do movimento Slow é dar à comida a importância que ela tem, ou seja, nossa saúde e nutrição. Afinal, por que esse momento tão importante seria tão rápido?

Busque diariamente comer de forma saudável, com alimentos variados em seu prato, fazendo as refeições com calma e apreciando o momento. Aproveite seu tempo de almoço por completo, sem encaixar outras atividades no meio.

Se tiver oportunidade e tempo para cozinhar, tanto melhor. Além de reunir a família em um momento gostoso, os alimentos preparados em casa são muito mais saudáveis, saborosos e saciam mais.

Consumo menos agressivo e mais consciente.

O consumo desenfreado causa grandes danos à natureza, além de estimular hábitos excessivos, que levam à dependência e a problemas financeiros. Porque, afinal, comprar pode se tornar algo compulsivo.

Se a sua felicidade e satisfação pessoal estão ligadas ao ato de comprar algo está errado. Uma boa sugestão é sempre se perguntar se aquilo que você está comprando é realmente necessário ou só serve para corresponder à algum padrão que você nem sabe se quer seguir. Menos é mais é o grande lema do Movimento Slow.

Tente aplicar aos poucos na sua rotina e sinta os resultados. É um movimento interessante até para o autoconhecimento.

A nova cara da segurança.

T-Rex já está disponível. Baixe agora.

Já está disponível para Google Play e Apple Store o app T-Rex. Um jeito prático e simples de monitorar a segurança de quem você ama.

T-Rex conta com uma série de funcionalidades para você acompanhar os passos dos seus filhos e até idosos.

Você tem acesso a um mapa particular e definir locais, limites de velocidade e muitas outras facilidades dentro do círculo que você escolher. Você pode observar seus filhos, incluir o pessoal do colégio, os pais de amigos, a babá e quem você achar importante para se sentir mais segura.

T-Rex foi feito para isso: garantir a segurança dos filhos  e a tranquilidade dos pais.

Quer conhecer mais detalhes? Clique aqui e assista o vídeo que preparamos para você.

Siga também nossas redes sociais para saber em detalhes sobre cada funcionalidade.

Facebook

Instagram 

O que seu filho anda vendo pela internet?

Sim, ele passa muito tempo entre smartphone e computador, mesmo com todas as regras de casa. Então, vamos conhecer melhor quem está falando com seu filho diretamente todos os dias? Fizemos um apanhado de grandes influenciadores dos jovens nas redes. Entre moda, maquiagem, jogos e variedades, essas personalidades são adoradas pelos adolescentes e, provavelmente, pelo seu filho também.

Assista um pouco dos vídeos mais visualizados desses youtubers e aproveite para entender mais do universo que entretém tanta gente.

 

Kéfera Buchmann

https://www.youtube.com/watch?v=xL-53F_cOYs

Christian Figueiredo

https://www.youtube.com/watch?v=J0AtIQkWtnk

Camila Coelho

https://www.youtube.com/watch?v=wx700inyHkw

Felipe Castanhari

https://www.youtube.com/watch?v=KZxTm3bYxZw

Felipe Neto

https://www.youtube.com/watch?v=OYFaQ4U6dzo

Coisa de Nerd (Leon e Nilce)

https://www.youtube.com/watch?v=-LTRzXWaaSk

Segurança no lugar que seu filho mais frequenta: a internet

Hoje a internet é o lugar preferido dos jovens e onde eles passam grande parte do tempo. Mas, apesar da facilidade tecnológica, a nova geração não sabe se proteger na rede.

E, sabemos, a internet pode ser um ambiente bastante perigoso, tanto pelo conteúdo que seu filho pode acessar precocemente, como por ser alvo preferido de alguns criminosos.

Uma boa conversa para alertar sobre os perigos e algumas atitudes simples podem minimizar muito os riscos.

 

Veja 5 dicas que preparamos para você:

 

1 – Explicar o perigo de repassar a senha a qualquer pessoa, mesmo para amigos.

 

2 – Mantenha o computador que seu filho usa em áreas comuns, como a sala de estar, e com o som aberto (sem fones de ouvido). Se ele usa no quarto, uma boa ideia é alterar as configurações do YouTube para vídeos próprios para menores. Veja como fazer no support do Youtube.

 

3 – Estabeleça horários para navegar e não deixe seus filhos conectados o dia todo.

 

4 – Oriente para que ele não poste detalhes da rotina nas redes sociais. Exemplo: onde está, os locais que frequenta e qualquer dado que possa facilitar a vida de alguém com más intenções.

 

5 – Muito cuidado com as fotos postadas. Em especial para as meninas. Lembre-se sempre que na internet entra quem quiser.

 

 

No entanto, vale ressaltar que controlar ou bloquear a vida online do adolescente pode deixá-lo ainda mais curioso para buscar novidades e entrar em sites não apropriados. Tente sempre dialogar, escutar suas questões e mostrar como ele pode evitar ser um alvo.