Quer ser uma mãe tranquila? Pare de se cobrar!

Esse não é mais um passo a passo a seguir. São só ideias de como se tornar uma mãe muito mais relaxada.

 

As pessoas já cobram as mães o suficiente. Você não precisa ser mais uma. A ideia de ser a melhor mãe do mundo assombra muitas mulheres e prejudica inclusive a própria maternidade. Talvez esse seja o primeiro tema pra discutirmos: não se cobrar a perfeição. Mães tranquilas tentam fazer o seu melhor e ponto. Não se desesperam quando erram, apenas aprendem e seguem. Se autocobrar o tempo todo é estressante demais!

 

Aceitar, escutar, focar na própria vida.

Uma das coisas mais comuns entre as mães é achar que precisam fazer tudo sozinhas. Por que às vezes é tão difícil aceitar ajuda? Mães tranquilas aceitam de bom grado quando a mãe, a sogra ou amigas oferecem uma mãozinha. E também entendem que não sabem tudo. Deixam o orgulho pra trás e ouvem os conselhos, mas sem deixar que opiniões destrutivas invadam sua vida. Por falar em vida, tranquilo também é entender que há vida fora da maternidade. Foco deve ser o lema. Quando se está no trabalho, estar lá 100% e o mesmo vale em casa. Isso ajuda a estabelecer limites e lidar com o fato de que alcançamos resultados muito melhores quando separamos as coisas.

Se você trabalha fora, não abra espaço para a culpa. Planeje da melhor forma com quem seus filhos ficarão e entenda que desempenhar funções que também são importantes pra você é essencial.

 

Afeto e empatia, acima de tudo.

Uma convivência tranquila se faz, acima de tudo, com muito afeto. Mas com a correria da rotina, às vezes esquecemos de demonstrar nosso amor. Tente fazer isso em casa: sempre que cruzar com seus filhos, exercite o afeto com um abraço, um beijo, um elogio. Fortaleça o vínculo!

Isso também vale para pessoas que vivem a mesma fase que você: outras mães. Procure não julgar o jeito que cada uma encontrou para desempenhar esse papel tão cheio de desafios. Cada criança é uma, cada mãe idem. E você sabe muito bem como nada é fácil no caminho da maternidade. Não julgar e perceber a dificuldade do outro também ajuda você a se cobrar menos.

Aceite quem você é como mãe e fique feliz por isso. Uma mãe feliz transmite sentimentos muito melhores para os filhos.

 

Fonte: Just real moms